LOCAÇÃO DE ARMÁRIO


 

Valor da locação

R$100,00
  • Validade: 1 ano
  • Caso tenha interesse em locar um armário para seu filho(a) guardar o material, procure a tesouraria do colégio para fazer o acerto.

EXCESSO DE PESO NAS MOCHILAS DAS CRIANÇAS PODE CAUSAR SÉRIOS PROBLEMAS DE COLUNA NA FASE ADULTA

Durante o período do ano letivo, que dura dos sete aos dezoito anos, os alunos carregam nas suas mochilas uma quantidade significativa de peso que, ao longo do tempo, podem acarretar em uma série de problemas sérios de coluna. São livros, cadernos, lanches para a hora do recreio, agasalhos, etc. Tudo acaba entrando na mochila.

Se o aluno não tiver um local adequado para guardar os seus pertences na escola mesmo, esses problemas podem se agravar. Desenvolvidos a curto prazo ou até mesmo ao longo da fase adulta, as famosas “dores nas costas” aparecem quando a mochila puxa os jovens para trás, os levando a dobrar a coluna. Esse movimento, que no início parece inofensivo, já é o primeiro alerta para os pais abrirem os olhos para uma possível complicação na coluna dos seus filhos.

Ao carregar uma mochila com excesso de peso, a criança pode aumentar as chances de escoliose, hiperlordose, hipercifose, pinçamento no nervo e até hérnia de disco (que logo abaixo você vai entender melhor um a um).

PRINCIPAIS PROBLEMAS

Os especialistas em medicina ortopédica afirmam que as mochilas não devem exceder 10% do peso do nosso corpo. E na idade de desenvolvimento ósseo – período escolar da criança e do adolescente – essa regra deve ser levada a sério. Além disso, é importante que o peso da mochila dos alunos seja carregada o mínimo de tempo possível nas costas. Os estudantes não devem ficar com o equipamento o tempo todo no corpo, pois quanto mais peso se carrega nessa idade, mais rápido pode-se desenvolver os problemas de coluna a seguir:

Escoliose

É quando a nossa coluna entorta para um dos lados e deixa um ombro mais alto do que o outro. A escoliose pode acontecer quando a criança carrega a carga da mochila em apenas um dos ombros. Os principais sintomas são as famosas dores nas costas, além de queixas de desconforto nos braços e também nas pernas.

Hiperlordose

Geralmente, a hiperlordose começa a ser percebida quando o bumbum fica empinado. Isso acontece porque há um aumento da curva que fica próximo à base da coluna. A queixa mais normal da criança com hiperlordose é a dor nas pernas.

Hipercifose

É um aumento da curvatura no meio das costas, o que deixa os ombros e o pescoço inclinados para a frente e com formato de corcunda. Os sintomas alegados de quem desenvolve hipercifose são dores nas costas, braços e também nas mãos.

Pinçamento no nervo

A nossa coluna possui um “amortecedor” entre uma vértebra e outra. Quando existe má postura constante aliado a movimentos bruscos, esse amortecedor pode sair do lugar, comprimindo a medula. O resultado são dores fortes e agudas para fazer determinados movimentos.

Hérnia de disco

É a evolução do pinçamento no nervo, citado acima. Quando aquele amortecedor (ou disco) sai do lugar, pode dar origem a uma hérnia na coluna, limitando os movimentos do ser humano. Esse é um dos problemas mais sérios de coluna que as pessoas podem ter.

A MOCHILA IDEAL: ALÇAS LARGAS E NUNCA USADAS EM UM OMBRO SÓ

Para amenizar os possíveis problemas de coluna, a mochila ideal deve ter alças largas, acolchoadas, ajustáveis nos ombros (as estreitas podem causar danos nos nervos), um acolchoado na parte de trás e compartimentos no interior para que os itens mais pesados possam descansar contra as costas do estudante. As alças devem estar ajustadas de modo que a parte inferior da mochila, quando cheia, não fique a menos de quatro centímetros abaixo da cintura. Mochilas nunca devem ser usadas em um só ombro e a regra de usá-la com até 10% do peso do corpo deve ser respeitada.

FIQUE DE OLHO E CONSULTE UM ESPECIALISTA

Observe atentamente se o seu filho apresenta sinais de dor nas costas ou se a coluna está curvada. É importante que você consulte um médico ortopedista se houver sinais de dor, incômodo ou até mesmo postura inadequada. O médico ortopedista indicará o peso correto que o seu filho pode carregar, além de exercícios de treinamento de correção postural, como pilates, RPG (Reeducação Postural Global) ou até mesmo fisioterapia, quando as queixas de dor se tornam constantes.

A importância com a correção postural deve ter atenção desde a infância para que problemas futuros de coluna possam ser evitados. Pensando nisso, a Locker é uma empresa que desenvolve armários escolares instalados em colégios para que os alunos guardem os seus pertences com segurança e ainda evitem a sobrecarga de peso durante o dia letivo.